Turistando em Florianópolis (SC)

Lembrai-me de que foi recíproco

Teu Adeus

Marejando

07
agosto
2019

Uma carta para a namorada do meu amor

Quando eu os vi meu coração quase não aguentou. Eu vi o sorriso que não havia em meu rosto, o sentimento que não ardia em meu peito e um romance vivido por você e não por mim. De inicio eu senti raiva, não conseguia compreender como, em tão pouco tempo, ele havia se desfeito da nossa história para criar uma nova ao seu lado. Eu não aceitava o pensamento de que ele não sentia mais nada por mim, por que meses antes eu vi seus olhos dizendo que eu ainda morava em seu peito. Como isso poderia ter sido mudado tão repentinamente? Foi você.

 

Você aconteceu na vida dele. Não sei como e não procurarei saber. A foto dos dois juntos já foi o suficiente para saber que ele está bem sem mim. A dor de não ser o motivo do sorriso dele é angustiante, mas essa sorte é toda sua. A saudade dos braços dele envolta ao meu corpo vai permanecer até o dia em que eu conhecer outros mais calorosos, enquanto isso, você irá se aventurar dentro deles e em todas as outras curvas de seu corpo. Desfrute bem dele por mim.

 

Aproveite cada gesto carinhoso que ele fizer em ti. Sinta intensamente cada beijo, mesmo quando ele não te tocar, pois isso é apenas uma brincadeira que ele costuma praticar… É um teste, e sei que você é capaz de passar em todos. Passe no teste de olhar naqueles olhos castanhos e não viajar; de seguras em suas mãos e sentir vontade de solta-las; de sentir o coração dele bater junto ao seu e pedir a Deus outra pessoa em seu lugar.

 

Ele não é perfeito. Mas é por quem nos apaixonamos, não é mesmo? Se a resposta for sim, e se seu coração doer de amor, assim como o meu dói nesse mesmo instante, prometa-se de que o fará feliz. De que o amarará por mim; alimentará seus sonhos e o incentivará a ganhar o mundo; perdoará seus erros mesmo quando te fizerem chorar por uma noite inteira. Prometa que cuidará do amor da minha vida, por que eu pedi a Deus que você aparecesse e fizesse isso por nós. 

 

Eu não pude fazer isso quando tive a chance. E por todo o caos que criei antes de você aparecer, orei por noites para que alguém o amasse por mim. É com dor que aprecio sua felicidade, por que em parte, ela custa a minha. Mas é um sacrifico necessário, pois seu resultado é a felicidade dele. Portanto, faça-o feliz como eu nunca fiz.

Você também pode gostar de ler:

Comente sobre isso:

Deixe seu comentário

12 Comentários

  • Ana Caroline Santos
    23 agosto, 2019

    Que bela carta. Nossa é realmente difícil para algumas pessoas depois de um término de relacionamento desejar o bem do outro, mas quando se tem um nível elevado de amadurecimento, cenas assim se repetem e servem até de lição. Gostei bastante da cartinha,e foi até bem tocante.
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

  • Clayci Oliveira
    20 agosto, 2019

    Apesar de gostar da forma que as palavras foram usadas e sentir que a proposta é desejar o bem de outras pessoa e procurar nossa própria felicidade. Achei acho obsessivo rs.. não sei se é pq já vivi um relacionamento abusivo, que continuou a me acompanhar e observar quando estava com outra pessoa… mas morro de medo desse sentimento.
    Mesmo assim gostei da carta e das palavras =D

  • Karla Samira
    19 agosto, 2019

    Fiquei impactada com seu texto pois não estou acostumada a ler bons desejos e vibrações para Nova Namorada de um velho amor. Achei de um desapego fenomenal e fiquei impressionada também pela simplicidade das palavras e pela facilidade de entendimento da história. Parabéns

  • Camila - Leitora Compulsiva
    19 agosto, 2019

    Nossa… Nem imagino como deva ser difícil gostar continuar gostando de alguém que já partiu para outra, mas esse texto transmitiu muita dor. Desejar coisas boas para o novo amor de alguém ainda tão importante é mesmo algo de muita coragem e decência. Espero de coração que, se for algo verídico, tenha feito um bem danado escrever essa carta!
    Beijos
    Camis – blog Leitora Compulsiva

  • viviane
    19 agosto, 2019

    Oi Karol, bem abnegada a tua carta, eu não teria a mesma humildade, mas enfim, é admirável alguém que é feliz vendo o ser amado sendo feliz, mesmo que longe dela.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

  • Paac Rodrigues
    16 agosto, 2019

    essa carta me lembrou um pouco filmes de romance adolescente, nada mais romântico e intenso como um adolescente e cartas de amor me lembram filmes assim e eu amo <3

  • Andrea
    15 agosto, 2019

    Me lembrei de um livro que li recentemente chamado o sentido do fim, onde ele dizia a carta que teria escrito para o namorado da ex e mais tarde a carta que ele realmente escreveu.
    Fiquei pensando qual seria o caso da personagem do post.

  • Ana Caroline
    15 agosto, 2019

    Olá, Carol.

    Parece até que o autor do texto leu os meus sentimentos para escreve-lo. Me identifiquei muito com as palavras, pois é dessa forma que eu me sinto, mas infelizmente não podemos voltar atrás e fazer tudo diferente.

  • Bianca Ribeiro
    15 agosto, 2019

    eu sofri muito quando vi uma pessoa que eu gostei durante muito tempo com outra pessoa, me doeu na alma. eu fiquei muito mal. Mas acho que tudo na vida é questão de aprender que tudo passa, hoje em dia eu tô bem melhor sem ela, mas doeu por muito tempo. nunca me vi tanto em um texto igual agora.

  • Anne Ferreira
    15 agosto, 2019

    Quase chorei lendo esse texto. Ja vivi uma situação parecida e me identifiquei demais.

  • Eduardo Moretti
    15 agosto, 2019

    Eduardo Moretti:

    Uaauuu… Que texto. Adorei! Mostra o arrependimento de quem não deu valor ao que tinha e perdeu. Quem nunca né? Rsrs

  • Karine Fernandes
    14 agosto, 2019

    Nossa que lindo, que tocante e tão viceral. Amei essa carta. E queria ter mandando ela para algumas pessoas. Está de parabéns.

    Beijos.

  • © 2019 Palavras Ambulantes • Desenvolvido com por