Turistando em Florianópolis (SC)

Lembrai-me de que foi recíproco

Teu Adeus

Marejando

07
agosto
2019

Uma carta para a namorada do meu amor

Quando eu os vi meu coração quase não aguentou. Eu vi o sorriso que não havia em meu rosto, o sentimento que não ardia em meu peito e um romance vivido por você e não por mim. De inicio eu senti raiva, não conseguia compreender como, em tão pouco tempo, ele havia se desfeito da nossa história para criar uma nova ao seu lado. Eu não aceitava o pensamento de que ele não sentia mais nada por mim, por que meses antes eu vi seus olhos dizendo que eu ainda morava em seu peito. Como isso poderia ter sido mudado tão repentinamente? Foi você.

 

Você aconteceu na vida dele. Não sei como e não procurarei saber. A foto dos dois juntos já foi o suficiente para saber que ele está bem sem mim. A dor de não ser o motivo do sorriso dele é angustiante, mas essa sorte é toda sua. A saudade dos braços dele envolta ao meu corpo vai permanecer até o dia em que eu conhecer outros mais calorosos, enquanto isso, você irá se aventurar dentro deles e em todas as outras curvas de seu corpo. Desfrute bem dele por mim.

 

Aproveite cada gesto carinhoso que ele fizer em ti. Sinta intensamente cada beijo, mesmo quando ele não te tocar, pois isso é apenas uma brincadeira que ele costuma praticar… É um teste, e sei que você é capaz de passar em todos. Passe no teste de olhar naqueles olhos castanhos e não viajar; de seguras em suas mãos e sentir vontade de solta-las; de sentir o coração dele bater junto ao seu e pedir a Deus outra pessoa em seu lugar.

 

Ele não é perfeito. Mas é por quem nos apaixonamos, não é mesmo? Se a resposta for sim, e se seu coração doer de amor, assim como o meu dói nesse mesmo instante, prometa-se de que o fará feliz. De que o amarará por mim; alimentará seus sonhos e o incentivará a ganhar o mundo; perdoará seus erros mesmo quando te fizerem chorar por uma noite inteira. Prometa que cuidará do amor da minha vida, por que eu pedi a Deus que você aparecesse e fizesse isso por nós. 

 

Eu não pude fazer isso quando tive a chance. E por todo o caos que criei antes de você aparecer, orei por noites para que alguém o amasse por mim. É com dor que aprecio sua felicidade, por que em parte, ela custa a minha. Mas é um sacrifico necessário, pois seu resultado é a felicidade dele. Portanto, faça-o feliz como eu nunca fiz.

Você também pode gostar de ler:

Comente sobre isso:

Deixe seu comentário

© 2019 Palavras Ambulantes • Desenvolvido com por