Turistando em Florianópolis (SC)

Lembrai-me de que foi recíproco

Teu Adeus

Marejando

03
setembro
2017

O Tempo


O tempo corre, o tempo agita.
o tempo evita… Evita tudo!
Amor, medo e luto.
Evita a morte. Evita a vida.
Corre. Enfrenta. Avista
Avistei um sonho mas não
pude alcança-lo, era o tempo.
Não estava no tempo…

O tempo foi. O tempo veio e ficou.
Era tempo. Tempo de tudo.
Era meu tempo. Tempo de mim.
Fui num pulo e segui em frente
naquele ponteiro imerso de dúvidas,
mas fui. Cheguei lá e não vi nada.
Só o tempo me encarando.

O tempo me observava.
Não queria ser seguido. Não deveria ser
esperado. O tempo correu. Foi embora.
Num pulo de meia noite já era três da
tarde do outro dia. Permaneci no
mesmo lugar. Esperando o tempo.
O tempo que parecia não vir.
Me evitar… E eu evitava a vida à
espera do tempo. Que me evitava.

Comente sobre isso:

Deixe seu comentário

5 Comentários

  • Profª Nara Dias
    09 setembro, 2017

    Não curto poemas, mas esse me fez suspirar. Essa temática é muito profunda… Precisamos viver sem desejar o futuro, sem chorar pelo passado, mas conscientes que o hoje é o que devemos aproveitar. Beijos

    http://www.viagensdepapel.com

  • Haise
    08 setembro, 2017

    Adorei o poema, representa bastante a personalidade do tempo que nunca fica e sempre vai. Adorei!

    Beijos.

  • Nina Spim
    07 setembro, 2017

    Oi, tudo bem? Nossa, esse poema casou perfeitamente com o que tenho vivido. Tudo o que não quero é tempo, quero que o tempo passe correndo, pra eu me livrar de certas coisas. Mas, ao mesmo tempo, acredito que cada um tem seu próprio tempo, e que está tudo bem. As coisas boas e ruins vão acontecer no tempo certo (mesmo que não pareçam). Gosto muito de pensar no tempo como um remédio, apesar de ele ser do tipo que demora a fazer efeito. Obrigada pelo poema, lindíssimo! <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

  • Paula Sesterheim
    06 setembro, 2017

    Oii, tudo bem?
    Achei o poema bem bacana, muito lindo. Não sou fã de poemas, mas admiro quem escreve, é algo que vem da alma. Achei bem bacana o tema, acho que hoje em dia a gente acha não dando muito valor realmente ao tempo, o que é bem triste.

  • Claudia Del Santo
    05 setembro, 2017

    Ahhh… Que delícia ler um poema. Fazia tempo que não lia nenhum. e o tempo é implacável, mesmo. Cura, anestesia e modifica tudo. Tudo mesmo. O herói, em alguns casos, o vilão em muitos outros. Amei. <3 Parabéns!!!

    <3

  • © 2019 Palavras Ambulantes • Desenvolvido com por