[Resenha e Resumo] Livro "Deixe a Neve Cair"


Título: Deixe a Neve Cair
Autores: John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle
Editora: Rocco Ano: 2013 Gênero: Ficção Juvenil
Páginas: 335 Classificação: ❤❤❤❤

Sinopse: Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para insuspeitos encontros românticos. Em Deixe a neve cair, bem-sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. Comédia romântica com a assinatura de um dos maiores bestsellers da atualidade, o livro é o presente de Natal perfeito para os fãs de John Green e de histórias de amor e aventura.

RESENHA: Já faz algum tempo que li esse livro e apesar de não lembrar de todos os fatos ocorridos, achei legal fazer uma resenha sobre ele. Eu peguei esse livro emprestado de uma amiga por que eu realmente amo os livros do John Green, e dentre os que eu ainda não tinha lido, "Deixe a Neve Cair" me chamava bastante atenção, por não ter sido escrito somente por ele mas também, por outras duas escritoras. O livro é bem gostoso de ler e eu o finalizei em dois dias. São três contos escritos por cada escritor, e cada um relata histórias e personagens diferentes. Porém no final todos acabam se encontrando mesmo não se conhecendo, e eu achei esse fato bem legal e divertido. Confesso que conforme cada conto acabava, eu me decepcionava por não haver uma continuação assim como histórias normais, mas em geral o livro é lindo.

Atenção: Esta resenha contém spoilers do livro.



O Expresso Jubileu - Maureen Johnson


Logo de inicio fiquei meio confusa tentando decifrar se o personagem principal era um menino ou uma menina. Só fui compreender que Jubileu era uma menina quando a mesma descreveu a roupa em que estava usando: 
"Estava vestida para a noite em um novo modelito para o qual havia economizado - uma saia preta, meias-calças, uma camiseta vermelha com brilho e minhas botas pretas novas.".
Somente nessa parte eu me toquei que garotos não usam esse estilo de roupa. Pois bem, Todos os contos se passam no Natal, e Jubileu iria passar seu Natal com seu namorado e com a família dele , senão fosse seus pais (Colecionadores roxos da Cidade do Papai Noel Flobie) que acabam sendo presos em meio à uma confusão. Assim, Jubileu precisa mudar seus planos e pega um trem em direção a casa de seus avós na Florida. No trem ela acaba conhecendo um garoto que necessita urgentemente ligar para sua namorada (sem sucesso) e se depara com várias lideres de torcida de quem ela não sente muita afinidade. 

No meio do caminho o trem atola com uma grande nevasca e Jubileu decide sair e atravessar a neve até uma Waffle House (meio que um Starbucks). Lá ela acaba conhecendo Stuart e após algumas conversas eles vão juntos até a casa dele. Sair com um desconhecido num lugar no qual não conhece nada, era uma opção melhor do que passar o Natal sozinha em um local cheio de lideres de torcidas e pessoas bizarras. Acho que se fosse eu, eu nem sairia do trem, mas continuando. Jubileu namorava um garoto popular, os dois eram bem o oposto um do outro e eu sentia em cada palavra descrita que mal havia sentimento entre os dois. Me pareceu um relacionamento bem vago e no fim Jubileu também percebe isso, já que o namorado mal dá a atenção de que ela precisava quando fora preciso. 

Não era só Natal para eles, aquela data também marcava o aniversário de namoro dos dois, mas o garoto pareceu não sentir muito a importância disso. Os pais foram presos, ela estava perdida num local com vários desconhecidos e tudo o que ele deveria fazer ela conversar com ela pelo telefone e tentar fazer seu papel de namorado, mas ele não o fez. Não gostei dele nem um pouco, e torci logo de inicio para Jubileu ficar com o Stuart. O final é bem previsível, mas a escritora não colocou aquele clichê e melosidade bem comum nos romances, o que eu adorei. Certamente esse foi o conto no qual eu mais gostei!


O Milagre da torcida de Natal - John Green


Esse conto é escrito pelo John Green e por isso eu estava com grandes expectativas desde o inicio, mas após terminar o primeiro conto e estar apaixonada pelos personagens, queria que o conto do John fosse tão bom quanto. Mas eu me decepcionei em alguns momentos e não gostei muito de como ele desenrolou a história. Estavam lá três amigos assistindo a uma maratona de filmes, quando recebem uma ligação de um amigo dizendo que lideres de torcida tinham invadido a Waffle House em que estava trabalhando (Sim! Aquelas lideres de torcida que também haviam fugido do trem atolado na neve). Dai em diante começa uma corrida para ver quem chegava primeiro no local, por que o amigo do amigo deles, tinha ligado para outros amigos e assim vários "amigos" estavam indo pro local "conversar" com as garotas. Mas somente o primeiro que chegasse seria autorizado a entrar. 

Dai em diante os meninos só falam e pensam nessas garotas. Os personagens principais eram dois meninos, JP e Tobim, e uma garota, Duke, que eles a vinham como um "menino". No meio do caminho eles se metem em algumas confusões que me deixaram um tanto apavorada e que me rendeu muitos risos, para no final as lideres de torcidas mal olharem para eles. Mas tudo bem, o legal é que tirei muitas conversas dos amigos, como aprendizado e reconhecimento de algumas situações rotineiras, relacionando tudo à minha vida. O começo do conto deixou a desejar e Green só colocou mais animação no final, pelo menos eu senti isso. E o bom de tudo é que o Milagre do Natal foi na verdade a formação de outro casal.


O Santo padroeiro dos porcos - Lauren Myracle


Tenho que falar desde já que a personagem principal me irritou de verdade, a garota que narrava a história era egoísta e mimada. Ela estava deprimida por ter rompido com seu namorado e toda aquela crise me deu uma agonia da personagem. Por impulso ela acaba estragando seu cabelo, pintando-o de rosa e isso piora toda a sua situação.

Dos três contos esse foi o que menos gostei, mas assim como no conto escrito pelo John Green, ao longo dos capítulos eu me apeguei a alguns detalhes e no fim aceitei e "curti" o final. Mas voltando a falar da personagem principal, eu sentia que ela queria que toda a tenção se voltasse para ela, tanto que ela desejava de várias formas que seu namorado (aquele cara que tentava loucamente fazer uma ligação sem sucesso) mostrasse a todos e a todo momento o quanto ele a amava, no ponto de vista dela era uma forma romântica, mas eu achei meloso e um tanto dramático. O garoto era simples e ela queria coisas que não eram da personalidade dele. Ao longo da história a garota se envolve em alguns confusões que ela mesma cria e mal consegue admitir seus erros, e quando ela precisa fazer um favor para a amiga dela, também a deixa na mão. Em algum momento que eu não me recordo, ela cria uma maturidade e ganha um choque de realidade onde ela fica mais "legalzinha", e no fim do conto, a melhor parte na minha opinião, ela resolve seu relacionamento mal terminado.


CONCLUSÃO: Em geral eu gostei bastante do livro, certamente daria de presente a alguém sem pensar duas vezes, já que a leitura além de tudo é simples bem gostosa. E como o livro é composto por contos, não há aquela tensão de terminar logo o livro, a pessoa pode ler um conto primeiro e depois de um tempo o outro, na maior tranquilidade (se ela tiver). Os personagens são bem compostos e suas personalidades bem distintas, o que achei bem bacana. Mas eu sou bem crítica e fiquei receosa com alguns detalhes, mas pensando no contexto inteiro, o livro é muito bom.

Espero que tenham gostado do post reerente ao livro, essa é a segunda que faço e eu tentei melhorar alguns pontos que achei que faltou na primeira. Pra quem não leu, minha primeira resenha foi do livro "O Lado Bom da Vida", e você consegue ler ela na integra aqui.


Comentem o que acharam e peçam resenhas de outros livros. Um enorme beijo!

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Oie!

    Eu sou louco para ler esse livro, porque sou super fã do John Green, haha, os outros autores eu não conheço, mas pretendo arriscar em breve na leitura dos contos!

    Parabéns pela resenha, adorei saber que você gostou, de modo geral, da obra ^^

    Abs!

    Jhonatan | Leitura Silenciosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que você possa gostar bastante das outras autoras, elas escrevem super bem. Obrigada, fico feliz com seu comentário! :D

      Excluir
  2. Ótima resenha Karol! Já li o livro e amei demais as 3 histórias, ansiosa pra lançar o filme <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Luana, também posso dizer que estou bem ansiosa *--*

      Excluir
  3. Ótima resenha! Sou louca pra ler esse livro. Ganhei da minha amiga um box do John Green, mas não veio ele :((( amei a resenha!
    cinthiacalado.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? Que pena. Como eu disse, o livro é bem gostoso e leve de se ler, acho que você vai gostar. Haha Beijos

      Excluir
  4. Ai, amei seu post ❤❤
    Tenho vontade de lê este livro, o único que li do John green foi a culpa é das estrelas ;)
    Beijus !

    www.coisasdealisprick.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culpa é das estrelas é um livro maravilhoso, é um dos meus favoritos! <3 Outro livro incrível dele é Cidades de Papel, eu indico muito! <3 Beijão

      Excluir

♡ Comente sobre a postagem, sua opinião é muito importante!
♡ Seguindo, segue de volta? Claro, basta comentar nos posts;
♡ Aceito afiliações, caso deseje entre em contato pela página "Contato" ou pelo e-mail: contato@palavrasambulantes.com
♡ Sem grosserias! Comentários maldosos serão apagados;

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...