Recomeçando

Sobre os mais Velhos

[RESENHA] A Maldição, de Stephen King

Bloqueio de Escrita

11
julho
2014

Relacionamento enrolado… Amizades!


Hoje em dia é muito fácil fazer amizades, cada vez mais às pessoas estão se abrindo e deixando que outras pessoas se aproximem. Esse espaço aberto é muito bom, às vezes temos a oportunidade de conhecer alguém especial e que acabe marcando nossa vida de uma forma única. Sim, aquela pessoa desconhecida que você nunca imaginaria que marcaria tanto sua vida tediosa. Mas é preciso saber realmente quem está do seu lado, ou melhor, quem estava ao seu lado antes mesmo dessas pessoas chegarem e ocuparem um espaço nela.
 
Eu sempre tive uma visão de que as amizades que temos são muito importantes, sempre valorizei muitos os amigos que tinha e sempre desejei levá-los comigo até o dia em que eu me formasse e me casasse. Mas quem não!? Hoje, infelizmente não tenho mais contato com muitas pessoas que já foram amigos(as) super importantes na minha vida, e isso me fez perceber que as pessoas nunca vão estar sempre ao seu lado. Essa é uma triste realidade, mas é bom que você tenha consciência disso por que assim você passará a valorizar mais as coisas que estão à sua volta. Eu tenho aquelas pessoas especiais que sempre estão ao meu lado, sei que um dia elas podem ir embora, mas eu estou pronta para isso. Por isso, dou espaço a todos aqueles que desejam se aproximar de mim por que o mundo está em constante movimento, e as pessoas não permanecem no mesmo lugar para sempre. É necessário nos acostumar com isso!
Podemos dizer que amizades são como relacionamentos, tem o início, meio e fim.
 
Inicio: Quando você conhece a pessoa, passa a conversar dia e noite com ela, fazer todos os programas juntos, cresce a confiança e a intimidade e fazem planos para o futuro.
 
Meio: Quando tudo se acalma, e ai tem as primeiras intrigas e o rola até o ciúme. E então o destino começa a colocar pragas no caminho e vocês não sabem como ir adiante, já estão cansados mesmo. 
 
Fim: O fim é o fim, não precisa de explicações. Cada um vai para um lado. Às vezes podem surgir lembranças, podem olhar as fotos e sorrir e quem sabe sentir falta. Mas ainda há o “quem sabe um dia novamente”
 
No fim das contas, sempre restará você e você mesmo. Mas é bom deixar acontecer o que precisa acontecer, se sua melhor amiga te magoar e você precisar dar as costas para ela, não se culpe, não insista, muitas coisas fogem do nosso querer. Mas pelo menos depois você terá boas histórias para contar, todas únicas e vividas com intensidade em seu devido tempo.

Você também pode gostar de ler:

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Paloma Januario
    17 julho, 2014

    Adorei o post, realmente os amigos que conquistamos durante a vida com o tempo cada um vai para um lado, é muito triste isso, mas parece que a vida é assim né.
    Parabéns pelo blog.

    Beijos

    • Karolline Vicente
      15 março, 2015

      Muito obrigada! Relamente éassim mesmo, as vezes dá para se reaproximar e outras vezes não, mas é a vida! ;/

  • © 2019 Palavras Ambulantes • Desenvolvido com por